Uma razão adequada

Tem a mentira como cobertor

A verdade como refletor

A língua como vibrador

A mente como defensor

Uma razão inadequada

Tem o corpo como principal estrada

O devir como hidrovia

A pele como afluentes

O jorro como poesia

O erro como ser contente

Escrito por Vinicius Lopes

Uma mentira ambulante.

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s