Nosso trabalho é criar conceitos” – Deleuze

O dicionário de conceitos existe exclusivamente para organizar um trabalho que a Razão Inadequada vem realizando ao longo de sua existência: expor e explicar com rigor, mas resumidamente, conceitos filosóficos. Isso significa falar de Nietzsche, Espinosa, Deleuze, Foucault, vários outros e também de nós mesmos.

Esta série é como uma caixa de ferramentas. Você encontrará os conceitos dispostos em ordem alfabética. Além de martelos, parafusos, serrotes e soldadores, você encontrará algumas ferramentas que nós mesmos criamos. Pense que são utensílios que podem ser usados como arma de defesa ou de ataque. Enfim, apenas queremos que os pensamentos voltem a ser perigosos.

Bom proveito!

A

Afeto (biopolíticos)
Agenciamento
Água
Alegria
Altura
Amizade
Am@r
Amor-fati
Animal
Apolo
Ar

B

Berçário de Ideias

C

Cansaço
Carcereiro
Cavalo de Troia
Ceticismo
Compaixão
Conatus
Conhecimento
Controle        
(con)sumir

Corpos Dóceis
Corpo sem Órgãos
Corrupção
Criança
Crise
Culpa
Cultivo

D

Desejo (e Fuganti, e Deleuze)
Delinquente
Desamparo
Deus (está morto)
Democracia
Destino
Devir
Dialética
Diferença
Dionísio
Disciplina
Dispêndio

E

Édipo
Endividado
Esquerda Anômala
Escritor
Esperança
Esquizoanálise
Estado
Eterno Retorno (da diferença)
Eco
Experimentação

F

Filosofia

G

H

Hedonismo
Homo sacer
Horizonte

I

Império
Indignação
Inconsciente
Ira

J

K

Ken Zen Ichi Nyo

L

Latitude/Longitude
Linha de Fuga
Limites

M

Má Consciência
Máquina de Guerra
Máquina Desejante
Mediatizado
Medida do Envolvimento
Medo
Micropolítica
Moral
Mulher
Multidão

N

n-1
nuvem

O

Ódio
Orvalho
Ousadia

P

Panóptico
Parresia
Plura Simul
Poder
Potência
Prudência
Pobreza
Propriedade
Psicologia

Q

R

Representado
Revolucionário
Ressentimento
Ressonância 
Revolta
Ritornelo (e o amor; e o jazz)
Rizoma (currículo rizomático)
Ronin

S

Sacerdote Ascético
Securitizado
Servidão
Solidão
Super-Homem
Superfície
Superstição

T

Terror         
Tetrapharmakon

Timbres
Tristeza

U

V

Vontade de Potência

X

Y

Z

Zaratustra


A força de uma filosofia é medida pelos conceitos que ela criou” – Deleuze, Espinosa e o Problema da Expressão, 224

4 comentários

  1. diante de leituras tão árduas, vale essa ajuda. Grandiosa para quem entenda que vale a pena aprofundar , não limitar ao que é dado .Pois nesses autores vale tudo , menos a cópia.A única saída é ler,para ler cada vez de um jeito, para absorver cada vez de um jeito.

    Curtir

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s