O que é Niilismo?

R$180,00

Curso gravado (como funciona?)

1a – A Genealogia, o Trágico e a Vontade
1b – Platão e o Niilismo Negativo
2a – Kant e o Niilismo Reativo
2b – Crítica, Dinamismo e Verdade
3a – Schopenhauer e o Niilismo Passivo
3b – Devir-Reativo das Forças
4a – Nietzsche e o Niilismo Ativo
4b – Personagens da Afirmação

Terças feiras, 6, 13, 20 27 de Abril
A partir das 19h pelo Zoom
Carga horária: 8 horas
Emitimos certificado simples.

Quer um desconto? Torne-se um assinante comprando: Seja um Assinante! – Insensato ou Seja um Assinante! – Insubmisso!

Descrição

O que eu narro é a história dos próximos dois séculos […] descrevo aquilo que vem: a ascensão do niilismo. Posso descrevê-lo porque aqui se passa algo necessário – os sinais disso estão por toda parte; faltam apenas os olhos para tais sinais. Aqui, não louvo, nem censuro, que ela venha; creio numa das maiores crises, num instante da mais profunda autorreflexão do homem”

– Nietzsche, Fragmentos Póstumos 1887

O niilismo é um de nossos maiores desafios. Mas afinal, como enfrentá-lo sem encará-lo de frente? Sim, muitos fugiram, mas nós precisamos ter coragem o bastante para fazer isso. Foi exatamente esta a atitude de Nietzsche e Deleuze. O primeiro como fisiopsicólogo, capaz de ver os sintomas do niilismo à nossa volta, o segundo como sistematizador da obra e dos conceitos nietzschianos. O filósofo alemão foi o primeiro a mergulhar na doença de seu tempo e fazer um diagnóstico preciso: “o homem prefere ainda querer o nada a nada querer”. Já Deleuze é capaz de sistematizar o niilismo em um plano de imanência e mostrar as várias maneiras com que seus personagens criam conceitos. Nesse curso, partimos da leitura de Deleuze no livro “Nietzsche e a Filosofia” e passamos pelos seguintes temas:

  • Niilismo Negativo: Nega-se o mundo em nome de outros valores, afirmando Deus, uma utopia, ou o que quer que seja. Divisão de dois mundos, um debaixo: sensível, mutável, corporal, imperfeito, temporal; outro supra-sensível: imutável, ordenado, perfeito, atemporal. Platão cria o conceito de Ideia;
  • Niilismo Reativo: Sim, matamos Deus e ele mereceu, mas agora o homem é sagrado. Viva os direitos do homem! De que adianta? Enfim, ainda somos religiosos, o homem matou a verdade fora deste mundo, mas ainda acredita numa verdade metafísica neste mundo, uma realidade melhor por vir. Kant cria o conceito de Razão;
  • Niilismo Passivo: O homem cada vez mais doente de si mesmo tem cada vez menos capacidade de afirmar-se. O mar secou! A chama se apagou! Surge uma escuridão sem fim. Mortos-vivos não encontram vida dentro de si, mas ainda se movem… perdidos… entorpecidos… seguindo lentamente para o abismo. Schopenhauer cria o conceito de Vontade;
  • Niilismo Ativo: Se destruir ativamente! Destruir o niilismo dentro de si! Como podemos acelerar a roda do devir? Negando as forças de negação. Afirmando as forças de afirmação! Nietzsche é o filósofo da morte do homem! Para que? O que vem depois do homem moderno? Para criar novos valores! Nietzsche cria o conceito de Vontade de Potência.

Nosso curso tem como objetivo encontrar explicações claras, diagnósticos preciso e saídas criativas para o niilismo. Seguir seu percurso, olhar fundo para o abismo, mergulhar em suas águas turvas sem nos afogar. Mas estamos em grande companhia nesta empreitada, como aliados nós temos Nietzsche e Deleuze. Principalmente na inovadora interpretação deste último para o filósofo alemão. É importante atualizar os conceitos e torná-los novamente úteis dentro de nosso modo de vida, faremos isso passo a passo.

Se o Niilismo é um fato, se não há como olhar para o outro lado, então faremos isso com a maior rigor e seriedade possíveis. Aprender a filosofar à sombra do niilismo, viver sem temê-lo. Somente dentro destas condições seremos capazes de encontrar novos modos de vida, potentes, criadores!

 

Bibliografia

DELEUZE. Nietzsche e a Filosofia, Editora n-1
DELEUZE, Nietzsche, Edições 70
KANT, Crítica da Razão Pura, Editora Vozes
NIETZSCHE, Ecce Homo, Companhia das Letras
NIETZSCHE, Gaia Ciência, Companhia das Letras
NIETZSCHE, Crepúsculo dos Ídolos. Companhia das Letras
NIETZSCHE, Assim Falou Zaratustra, Companhia das Letras
NIETZSCHE, O Anticristo e Ditirambos de Dionísio, Companhia das Letras
PLATÃO, A República, Ed. Nova Fronteira
SCHOPENHAUER, Mundo como Vontade e Representação, Ed. Unesp

Dúvidas Frequentes

1. COMO ACESSO O CURSO DEPOIS DA COMPRA?
Após a compra, faça o login e procure no menu do site a aba com o seu nome (Exemplo: Olá, Rafael). Dentro da aba, acesse a página “Meus Cursos” e procure o curso comprado na lista.

2. POR QUANTO TEMPO POSSO ACESSAR ÀS GRAVAÇÕES?
Para nossa própria organização, estabelecemos um prazo de 90 dias. Caso o aluno precise de mais tempo, basta entrar em contato conosco.

3. COMO OBTENHO O CERTIFICADO?
Fornecemos um certificado simples assinado por nós com o nome do aluno, número do documento, o nome do curso e a carga horária. Basta entrar em contato conosco, solicitando o certificado, informando o nome do curso, o seu nome completo e CPF.

Tem mais dúvidas sobre o funcionamento do curso? Veja as perguntas frequentes!