Skip to main content

Carrinho

Close Cart

Tal como a vida, a culinária é também a arte dos encontros, embora nos dois hajam tantos desencontros. Tudo bem, ainda assim, queremos deixar nosso mais caro desejo: a indispensável tarefa de transformar a existência sem graça em uma estética da vida. Do nosso cardápio em Tom Maior, retiramos uma receita filosófica, para fazer do ano novo algo especial, um momento afirmativo. Para aprendermos a ver como belo, disse Nietzsche, aquilo que é necessário nas coisas.

Nós queremos simplesmente sugerir certos ingredientes, e suas possíveis combinações, para fazer dos próximos 365 dias algo melhor, mais eticamente doce e mais micropoliticamente saboroso. Sendo assim, listamos alguns conceitos e suas aproximadas misturas, medidas e proporções para a aumentar a capacidade de dizer Sim:

  • Pré-aqueça o forno da imanência na temperatura do esquecimento, para que nenhum fantasma do passado ou da metafísica venha importunar;
  • Unte a forma da subjetividade com uma mistura de ousadia e prudência, acredite, as duas fazem uma bela cama para o que virá depois, o segredo é encontrar a medida certa entre elas para cobrir toda a superfície;
  • Corte a experimentação em pedaços bem inadequados e jogue no seu dia a dia, não se preocupe se não ficar uniforme. O segredo é uma pitada de amor para a mistura não ser interpretada. Outro conselho: da experimentação se usa até mesmo a casca e as sementes, tudo nela é importante e deve ser aproveitado por inteiro;
  • Em uma vasilha, jogue revoltas e alegrias e devires. Misture tudo com cuidado de si.  Mexa bem com as mãos, sem nojo nem compaixão. Se a mistura ficar homogênea, adicione umas folhas de alteridade para realçar o sabor. Jogue por cima da experimentação e leve ao forno;
  • Espere até que bolhas de afetos e criação apareçam e a superfície comece a efetuar bons encontros. Depois do eterno retorno de todas as coisas, retire do forno e polvilhe com intensidade e potência.

Uma porção virtuosa dá para vários momentos de Beatitude. O dispêndio é essencial e os círculos afetivos são uma consequência quase imediata.

Mude tudo como convir, se ficar ruim, jogue fora e pode fazer diferente.
É importante não faltar micropolítica, mesmo que esta especiaria esteja em falta.

Todos os ingredientes se encontram espalhados em nosso site.
Todas as receitas podem ser alteradas de acordo com a maneira singular de afetar e ser afetado.
Enfim, sirvam-se à vontade!

Rafael Trindade

Autor Rafael Trindade

Quero fazer da vida o ofício de esculpir a mim mesmo, traçando um mapa de afetos possíveis.

Mais textos de Rafael Trindade
guest
6 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
milena klinke
milena klinke
7 anos atrás

Adorei! Vou fazer uma versão com pitadas extras de troca de papéis, bom humor, amor e dança!

belsl
7 anos atrás

Republicou isso em belsl.

Calixto
Calixto
7 anos atrás

Parece delicioso! =)

analetcm
analetcm(@analetcm)
3 anos atrás

Ahhhh que lindos ,como esse ano eu aprendi com vocês! ” A vida é a arte do encontro,embora haja tantos desencontros”. Que delícia foi esse encontro com vocês! Obrigada!