Skip to main content

Carrinho

Close Cart

Lógica é uma palavra que vem do grego, Logos, e significa linguagem, raciocínio, razão, ciência do falar bem e corretamente. O logos é a ordenação do cosmos à qual o sábio tem acesso através do discurso racional. Sendo assim, a lógica estoica se constitui como um empirismo calcado na percepção e na razão. Isso significa simplesmente que percebemos o mundo e estas percepções serão pouco a pouco organizada pela razão. 

Em primeiro lugar, os estoicos são empiristas, isso significa simplesmente dizer que a origem de todo o conhecimento é sensível. Para falarmos corretamente, primeiramente precisamos ser afetados pelas coisas, e posteriormente organizar estas sensações. Caso contrário cairemos no erro e usaremos a linguagem incorretamente.

Ao sermos afetados constantemente, começamos a criar conceitos e noções. Como dizem os estoicos, a alma sente e depois assente, ou seja, é afetada e depois afirma ou nega o que sentiu. Quando soltamos um padra, ela cai, quando soltamos novamente, a alma espera que ela caia, e assente quando isso acontece. 

Mas pode acontecer o contrário, um movimento pode acontecer contra aquilo que esperamos, neste caso, ou nos enganamos, ou o objeto está sendo movido contra sua natureza (como no caso de jogarmos uma pedra para cima. Nesse caso nosso assentimento dirá, “a pedra uma hora vai cair, pois é de sua natureza”).

Desta maneira, as sensações se organizam e as relações serão percebidas como harmônicas ou desarmônicas, concordantes ou discordantes, simpáticas ou antipáticas. Vemos com frequência peixes na água e aves no céu e damos nosso assentimento. Quando encontramos um peixe na rede, sabemos que o peixe foi capturado e está lá contra sua natureza.

As representações precisam do assentimento da razão para tornarem-se apreensões. O sábio organiza pouco a pouco as certezas isoladas para criar uma conexão sistemática e estável da realidade. O conhecimento acrescenta estabilidade e constância para as representações, criando apreensões. 

Esta ciência nos faz dar adesão ao mundo e a sua estrutura. Nos ajuda a saber o que está e o que não está de acordo com a natureza. Apenas desta maneira podemos agir corretamente, compreendendo como o mundo funciona.

Ou seja, primeiro recebemos representações, com o tempo estas representações se tornam compreensivas e passamos a dar nosso assentimento. A compreensão é o assentimento que damos às coisas conforme a natureza delas. É da natureza da mulher ser capaz de gerar filhos. É da natureza do ser humano ser capaz de raciocinar, é da natureza do fogo esquentar. É da natureza das coisas agir de determinada maneira e não de outra.

A compreensão dos estoicos nos joga imediatamente no mundo: o mundo é como se apresenta ao sábio estoico, uma compreensão que dá conta de seu modo natural de ser, seu movimento eterno e contínuo. Basta abrirmos nossos sentidos e prestarmos atenção. 

Por isso podemos dizer que na filosofia estoica não há separação entre teoria e prática. Ou seja, o mesmo logos que é uma verdade na Lógica, é também a ordem do cosmo (Física) e nos mostra uma norma moral (Ética). Tudo está interligado, como um grande sistema amarrado pelo mesmo fio.

Mas o conhecimento dos estoicos se dá com acontecimentos dinâmicos, o que significa que é muito fácil nos enganarmos. O mundo é um todo animado, que se move eternamente, como um ser vivo, como Deus. Compreender é entender esta harmonia em constante movimento. Para isso, os estoicos desenvolvem toda uma maneira de pensar os acontecimentos.

Diferente do pensamento de Aristóteles, que significa classificar estática e hierarquicamente, o pensamento estoico está comprometido com os acontecimentos, as modificações do mundo.

Ou seja, se a lógica aristotélica fala do ser: o cavalo é um animal, onde um predicado se liga a um sujeito. A lógica estoicas se faz com acontecimentos: faz sol, está claro. Implicações temporais.

Apenas o conhecimento preciso dos acontecimentos do mundo permite ao ser humano dar sua adesão correta ao mundo. Afirmá-lo da maneira correta é compreendê-lo em seus acontecimentos. Essa adesão permite à física explicar como o Kosmos está ordenado e como a Ética deve ser.

Mais sobre os Estoicos

Rafael Trindade

Autor Rafael Trindade

Quero fazer da vida o ofício de esculpir a mim mesmo, traçando um mapa de afetos possíveis.

Mais textos de Rafael Trindade
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Erilei
Erilei
2 anos atrás

excelente !