Skip to main content

Carrinho

Close Cart

Phronésis é uma palavra grega, φρόνησις, e significa: prudência ética, sabedoria moral, inteligência razoável ou sensatez. É uma das quatro virtudes estoicas e refere-se à capacidade de colocar em prática sua faculdade reflexiva.

O prudente é aquele que faz um bom uso da sua capacidade de sentir, pensar e agir. Sensato é aquele que possui sensium, ou seja, bom senso, faz bom uso dos seus sentidos.

Por isso phronesis é habitualmente traduzido por sabedoria prática. Ora, por que não simplesmente sabedoria? Porque a erudição é um tipo de sabedoria, mas que muitas vezes não possui aplicações práticas e serve apenas para gerar admiração dos outros. Mas de que serve esta admiração? Ora, para gerar fama, para atrair o olhar dos outros.

O conhecimento técnico (de um mecânico, por exemplo) também é um tipo de sabedoria, mas não no sentido que estamos falando. Um mecânico, um violinista, um dentista, um encanador possuem sabedorias de coisas específicas, para serem usadas em contextos determinados. A sabedoria de que estamos falando é ampla e usada em diversas situações diferentes.

A sabedoria não quer gerar a admiração, não quer gerar inveja nos outros que não a possuem. Tampouco quer resolver problemas específicos como uma torneira vazando ou um dente careado. A sabedoria é a capacidade de avaliar e agir bem em qualquer situação, mas não é uma propriedade que quem a possui reserva apenas para si mesmo, ela existe para ser dividida com todos. O sábio quer que todos cresçam e adquiram a sabedoria também.

O que é sabedoria então? Que capacidade especial e tão valiosa possui o Sábio? A diferença dele para o Erudito é enorme, para o Técnico também! Isso porque o Sábio coloca em prática todas as virtudes anteriores (Moderação, Coragem, Justiça) para não ser carregado pelas paixões e estar sempre no controle de si mesmo.

A sabedoria é a arte de encontrar as boas medidas. Em vez de ser levado pelas paixões desnaturantes (que nos levam para além de nossa essência), o sábio encontra a temperança, a fortaleza, a benevolência, a boa mistura de si com o mundo.

Seguindo a máxima apolínea gravada no templo de Delfos, “Nada em demasia”, os excessos encontram moderação. A sabedoria filtra o mundo dos excessos e encontra o melhor caminho, aquele que mais nos desenvolve. Não estamos falando de um meio termo que termina sendo uma medíocridade. O Sábio é como um quilibrista, que evita a queda encontrando o caminho mais apropriado. Sabedoria é encontrar o caminho mais potente, não somar e dividir por dois.

Para Marco Aurélio e todos os estoicos, com a sabedoria, deixamos de ser escravos e nos tornamos finalmente livres, pois aprendemos a seguir a natureza, ou melhor, encontrar a boa mistura entre nossa natureza e a natureza à nossa volta. A sabedoria permite autonomia (auto-nomos: aquele que está em sua própria lei, sua própria essência/natureza) e autarquia (Auto- arqué: aquele que está em seu poder, é capaz de manter-se dentro de sua essência).

Isso nos leva a reconsiderar as paixões e vê-las se transformando:

  • Dor Aceitável: A dor encontra uma medida aceitável. Algumas dores irão acontecer… algumas dores, inclusive, são necessárias. Ou seja, o mundo nos trará algumas dores, mas através da sabedoria podemos dintinguir quais devêmos acolher e de quais devemos nos afastar. Elas têm, de agora em diante, o seu lugar, não somos conduzidos por elas, elas são conduzidas por nós. A Definição Física nos permite ver o que é real em cada dor e o que é fruto de um mau assentimento;
  • Cautela: O medo se torna cautela. Em vez de ser uma contração irracional da alma, ela se torna um desvio razoável, uma cautela, uma prudência. Através do exercício de premeditação dos males futuros, somos capazes de entender o que está em nosso poder para evitar estes males e o que não está em nosso poder e precisamos aceitar com serenidade;
  • Prazer Comedido: O prazer que era uma distensão desmedida do nosso corpo (comer muito, por exemplo), se torna uma Alegria, ou seja, uma distensão razoável. Sabedoria é encontrar a medida correta do prazer, aquela que não nos desvirtua. O Exame de Consciência serve para constantemente nos analisar a nós mesmos e perguntar onde estes prazeres estão nos levando;
  • Aspiração Razoável: É natural desejar, mas o desejo muitas vezes se torna irracional. A sabedoria nos ensina uma aspiração razoável, ou seja, uma maneira natural de desejar, dentro de nossa essência. O Exercício de Impermanência nos mostra os limites de nosso desejo e a Visão do Alto nos ensina a diferenciar as virtudes dos preferíveis e nos mostra o que realmente importa.

Eis a sabedoria: a Razão colocada em prática em cada momento, em cada pensamento, em cada atitude! É a Moderação, a Coragem e a Justiça em ação. É o Desejo, o Assentimento e a Ação, todas acontecendo simultaneamente. A sabedoria nos ensina a afetar e ser afetado sem ser levado pelas paixões: ser sereno sem ser apático, tornar-se alegre sem ser iludido, aceitar o que o mundo nos traz sem ser resignado.

A filosofia estoica confia plenamente na capacidade racional do ser humano e na determinação da natureza como Logos. Tudo possui a sua medida, e cada coisa deve respeitar sua essência. A Sabedoria é dar a correta medida das coisas, dos afetos, dos pensamentos e das ações.

Por isso a sabedoria é considerada a maior das virtudes e o caminho mais rápido para a felicidade. Ela impõe uma medida natural para as paixões, é o exercício da Razão que encontra bons afetos, afetos que passaram pela moderação do pensamento.

Mas reparem que não é uma filosofia dos universais. Não estamos falando de um modelo humano que deve ser seguido por todos. A sabedoria é singular, cada um deve exercitar-se para encontrar em si mesmo suas próprias medidas. A sabedoria prática só pode ser uma sabedoria no acontecimento, e cada um deve desenvolvê-la para estar à altura do que lhe acontece.

Texto da série: Meditações – Marco Aurélio

Rafael Trindade

Autor Rafael Trindade

Quero fazer da vida o ofício de esculpir a mim mesmo, traçando um mapa de afetos possíveis.

Mais textos de Rafael Trindade
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Nataly Barros Pereira
Nataly Barros Pereira
6 dias atrás

a afetação por aqui é sempre um alento <3